Turmas participam da segunda etapa do Plano Político Socioprofissionalizante

Jovens apresentam resultados do programa na Semana do Pescar
10 de outubro de 2019
Egressa da Harman descobriu o gosto pela matemática no curso
11 de outubro de 2019
Exibir tudo

Como o jovem vê os pilares do Programa Social Pescar, ou seja, os conceitos que vão sustentar as atividades nas Unidades do Projeto Pescar em todo o Brasil? A segunda etapa do Plano Político Socioprofissionalizante, contou com a participação das turmas e foi surpreendente o retorno recebido.

Na Unidade Frameport, em Caçador/SC, por exemplo, o conteúdo foi apresentado para os jovens pelo educador social. Depois, divididos em grupos menores, os adolescentes tiveram tempo para analisar e manifestar a sua opinião sobre cada pilar previsto no programa. Segundo os jovens Ketlin, Kailane, Aline, Brígida, Andrei, Mailon e João, “o modelo de aprendizagem socioprofissionalizante os prepara para iniciarem uma carreira no mercado de trabalho, pois é possível atuar em diferentes tipos de empresas, respeitando as culturas, a diversidade, sem preconceito, pois todos têm capacidade de contribuir.”

Jovens da Unidade Frameport foram divididos em grupos, para analisar e manifestar a sua opinião sobre cada pilar

O educador social, Edson Sidinei Hübner, salientou o empenho dos grupos durante a atividade, procurando compreender palavras novas, para ter um melhor entendimento do conteúdo: “Há uma riqueza imensa nas entrelinhas. Nem mesmo eu, como educador, tinha me dado conta de quão significativo e de excelência é o Projeto Pescar.”

À convite da universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS, as Unidade Banrisul e Procempa, estão colaborando com a reedição do livros “Medidas Socioeducativas de A a Z” , que agora terá como temática específica “Juventudes de A a Z”. Aos jovens das duas turmas, cabe explicar o verbete profissionalização e eles se inspiraram nos pilares, para esta construção.

No caso das trilhas pedagógicas, a definição do grupo foi:

Trilhas Pedagógicas: Trilhas vem do verbo trilhar.
Trilhas Pedagógicas: Caminho de Aprendizado.
Um começo de um aprendizado que iremos levar ao longo da vida. (Wesley Gabriel Oliveira de Lima)

 

Segundo Luana Cavalcanti, da Qualificação e Aprimoramento, equipe responsável por organizar o Plano Político Socioprofissionalizante, a participação foi intensa e extremamente importante: “A partir do retorno que tivemos, já fizemos alguns acréscimos e hoje podemos dizer que temos os pilares norteadores do programa validados e com a participação de todos – educadores sociais, articuladores, voluntários e jovens. Veja aqui os Pilares

Plano Político Socioprofissionalizante Pescar– Documento que está sendo organizado com a colaboração de todos os envolvidos na Rede Projeto Pescar e que define  os objetivos e  principais diretrizes do processo de  aprendizagem. Visa o aprimoramento das metodologias  educativas, institui as trilhas pedagógicas como  ferramentas  “vivas” para  elaborar  os   conteúdos  a serem trabalhados nos diferentes cursos oferecidos pela entidade de assistência social e  potencializa a geração de  maior  sinergia entre todos  os  atores  envolvidos no processo qualificação dos jovens atendidos.