Mercur compartilha experiência de liderança anfitriã - Projeto Pescar

Mercur compartilha experiência de liderança anfitriã

Workshop: como evitar plágio e empregar referencial teórico
9 de julho de 2020
Comunicação Não Violenta fortalece vínculos na Rede Pescar
14 de julho de 2020
Exibir tudo

             No mês de julho, a Fundação Projeto Pescar proporcionou uma formação em liderança anfitriã para os educadores sociais e novos colaboradores da entidade de assistência social. Um dos diferenciais da capacitação foi a de que o grupo teve a oportunidade de aprender com as pessoas pelas quais nos dedicamos diariamente. A egressa Iédem Storchcom e o articulador João Carlos Vogt, da Mercur, vieram compartilhar a experiência que vivenciam em uma das empresas da Rede Pescar.

              Segundo a responsável pela área de recursos humanos, Rosemary Terra Lucas, entre os princípios apresentados, o fazer com: “a liderança é rotativa, todos podem e devem contribuir e a responsabilidade é compartilhada. Este estilo de gestão torna o conhecimento coletivo visível, onde a equipe pode se colocar na condição de mestre e de aprendiz”, explica.

             Torna-se um processo de fazer com as pessoas que tem saberes e experiências diferentes! Neste novo estilo de gestão o líder deixa de ser herói, que controla tudo, e passa incentivar a criatividade da equipe, o empoderamento com diálogo, e o engajamento e comprometimento com responsabilidade.

 

O momento foi recheado de emoção, aprendizado, descobertas, conhecimento e afeto. Veja alguns depoimentos:

Valéria Regina da Silva Neutzling: “na Fundação temos a oportunidade de nos experimentar neste aprendizado, que não é coisa simples, mas é enriquecedor.”

Rosangela Rodrigues: “liderança anfitriã é uma inspiração para compartilhar e acolher os potenciais de cada um…Fundação de Parabéns….”

Adelaide Chicomo: “acrescenta a abertura de espaço para que o outro pense, crie, aja e se responsabilize.”

Juliana Rocha: “a Co-criação é realmente incrível, mas, não é nada simples, exige muita dedicação, estudo como disse o João, de todos e da gestão uma postura humilde. Um desafio para todos nós.”

Jeremias da Silva Lopes: “como educadores estamos vivenciando um momento novo, diferente onde a nossa liderança junto aos jovens também se transforma…”

Deise Dornelles: “mediação já faz parte da minha atuação, no entanto a facilitação destes conceitos apresentados introduzem novas bibiografias. Ver o exemplo de uma empresa grande, como a Mercur, colocando em prática a liderança anfitriã reforça a potência deste fazer como ideal. Parabéns a todos e agradeço a Fundação por fazer parte desta caminhada de construir e desconstruir.”

Alice Machado: “eu mudaria a minha frase `de coordenar a equipe` para uma escuta, um aconselhamento, e para ser aquele olhar que te ajuda a crescer.”

Aline Almeida : “eu acrescentaria nas minhas considerações sobre as características de um líder: ser um aprendiz e considerar os saberes da equipe. O desafio maior é justamente preparar-se para participar de um modelo de liderança anfitriã. É necessário buscar conhecimento e ser muito flexível, caso contrário, teremos apenas muitas opiniões na mesa. Co-criação se trata de termos muitos saberes na mesa.”

Karen Rhoden : “formação perfeita!!!! Aprendendo muito com essas experiências concretas e bem embasadas, de modos que intuitivamente já vinha acreditando…. grata ao Pescar e aos palestrantes!”


Claudia Wentz: “enquanto educadora é maravilhoso ouvir a e ver uma egressa do Pescar tratar este assunto com tamanho empoderamento e autonomia.”

Vilma Raquel: “estou muito feliz com o aprendizado, gratidão..”

Cleuzenir Maria Gonzaga Moraes: “vou guardar. Forçar uma pessoa a pensar a partir da minha verdade é egoísmo. Show.”

Leonardo Chinellato: “parabéns a Mercur e a equipe da Fundação Projeto Pescar, momento maravilhoso!”