Certificação da 1ª turma da Unidade Comunidade Jurídico-Trabalhista-ESA emociona parceiros, apoiadores e voluntários

Projeto do Instituto Andrade Maia traz o direito para o cotidiano do jovem
10 de setembro de 2019
Unidade Artecola e Francisco Xavier Kunst promove 1º Inter Unidades de Vôlei
10 de setembro de 2019
Exibir tudo

Olhares de alegria e expectativa, muita emoção por parte dos jovens, voluntários e dirigentes, marcaram a certificação da 1ª turma da Unidade Projeto Pescar Comunidade Jurídico-Trabalhista-ESA, que aconteceu na tarde do dia 22 de agosto, no auditório do OAB/RS Cubo.

A trajetória da turma foi desenvolvida ao longo de 11 meses, com muito estudo em diversas áreas do conhecimento jurídico com a finalidade de capacitá-la para o mercado de trabalho. Conduzidos pela educadora social Valéria Neutzling, os 14 jovens que concluiram o curso, representaram a turma precursora do Projeto Pescar na Unidade OAB/ESA/RS.

O diretor-tesoureiro da OAB/RS, André Sonntag, saudou os familiares e amigos dos jovens presentes em nome da seccional gaúcha e disse que é um momento de muita alegria: “Hoje é cumprido um papel muito importante e bonito, que é o papel da cidadania. É muito bom ver esta casa cheia de jovens aplicados que viveram experiências durante um determinado tempo conosco, e vão levar para o resto da vida, quem sabe um dia estejamos recebendo aqui todos como colegas de profissão, como juízes ou como promotores, porque talvez hoje seja o início de uma brilhante e tão exitosa carreira para vocês”, exaltou Sonntag.

A diretora-geral da ESA/RS, Drª Rosângela Herzer dos Santos, parabenizou os jovens e disse que é muito importante seguirem sempre se capacitando na área em que decidirem seguir: “Comemorem muito a vitória de hoje, que cada um de vocês possa levar consigo o máximo dos aprendizados que aqui receberam e que possam ser um diferencial na carreira de cada um de vocês, e que possam contribuir para uma sociedade melhor. Foi muito gratificante tê-los conosco por esse período”, afirmou.

A conselheira seccional, Maria Helena Dornelles, ressaltou que foi uma grande luta para chegar até o dia da formatura, e hoje é a realização de um sonho, que foi idealizado por muitas mentes. “Desde que iniciou o projeto, podemos ver resultados rapidamente por parte dos jovens, que estão sendo preparados para o mercado de trabalho, e também os apoiando no resgate dos valores familiares. A OAB/RS entende a importância de contribuir com a cidadania, investir no Projeto Pescar é acreditar que é possível transformar jovens por meio da educação, inclusão social e das oportunidades, é uma grande satisfação saber que de alguma forma podemos contribuir com o futuro deles e com o futuro do nosso país”, ressaltou. Fotos e Textos: ESARS